pt

A relação entre crescimento-emprego-pobreza é discutida em encontro e formação conjuntos do grupo de peritos da OIT-ESCWA

O Escritório Regional da Organização Internacional do Trabalho para os Estados Árabes, o seu Centro Internacional de Formação (CIF-OIT) e a Comissão Económica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental (ESCWA) organizaram no campus um encontro de peritos e uma formação interagências, de 6 a 8 de dezembro de 2016.

O evento foi concebido como um primeiro encontro de sensibilização e formação do grupo de peritos, com o propósito de fortalecer as capacidades dos mandantes para aplicar estratégias nacionais de desenvolvimento sustentável fortemente centradas na ligação entre o trabalho digno e o crescimento inclusivo. Vinte e três representantes de governos, de organizações de trabalhadores e de empregadores da região árabe partilharam e discutiram novas ideias e novos desenvolvimentos relativamente à correlação crescimento-emprego-pobreza, no âmbito do quadro da Agenda 2030.

 

A fragilidade da relação entre crescimento-emprego-pobreza encontra-se no cerne dos desafios que se colocam na região árabe em termos de bem-estar humano. A média de crescimento económico relativamente elevada naquela região nos anos que antecederam as insurreições árabes não melhoraram de forma significativa os rendimentos dos pobres, nem geraram empregos dignos em número suficiente para a força de trabalho qualificada.

 

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, adotada em setembro de 2015, deu um novo impulso para repensar e redefinir a relação entre crescimento-emprego-pobreza, proporcionando um quadro analítico que destaca as abordagens de inter-relação e de trabalho em rede.

 

Os peritos da OIT deram contributos sobre a dimensão do trabalho digno da Agenda 2030, sublinhando a centralidade do Trabalho Digno e do Emprego para a concretização dos 169 objetivos, salientando a importância das políticas nacionais de emprego, os quadros de proteção social e a importância da medição do progresso rumo ao trabalho digno através de indicadores específicos dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS).

 

A ESCWA partilhou ideias com base nos relatórios e investigações mais recentes sobre a relação entre o crescimento económico, o emprego e a pobreza, nomeadamente a pobreza multidimensional. A ausência de uma transformação estrutural que promova o aumento da produtividade e a criação de empregos dignos explica a fragilidade destas ligações no caso da região árabe.

 

Além disso, os desafios de governança que vários países enfrentam continuam a ser uma das principais barreiras para lidar com a fragilidade das relações existentes e melhorar o desenvolvimento humano; esta constatação é sustentada por uma investigação iminente da ESCWA sobre a análise do Índice de Desenvolvimento Humano Ajustado à Governança.

 

O encontro e a formação do grupo de peritos foram concluídos com sucesso, com o desenvolvimento de planos de ação pelas delegações dos países de modo a aprofundar o compromisso nacional em relação aos ODS.

International Training Centre of the ILO

Viale Maestri del Lavoro, 10
10127 Turin - Italy

Contate-nos