pt

Construir economias verdes inclusivas: Academia PAGE sobre a Economia Verde

Um Diálogo sobre as Políticas de Alto Nível e Feira de Conhecimentos inauguraram a Academia de 2016 sobre a Economia Mundial para construir economias verdes inclusivas.

O Diretor Geral da OIT, Guy Ryder, abriu a segunda edição da Academia PAGE sobre a Economia Verde, a qual está a decorrer no Centro Internacional de Formação da OIT (CIF-OIT) em Turim, do 3 ao 14 de outubro. Ele disse que: “o trabalho digno é tanto um meio como um fim, no contexto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. Existe um reconhecimento crescente de que a mudança climática e o seu impacto potencial sobre empresas e trabalhadores podia inverter o progresso económico e social alcançado ao longo das décadas – e comprometer a capacidade de alcançar muitos dos ODS.”

A Ministra do Trabalho, Seguridade Social e Desenvolvimento de Recursos Humanos de Barbados, a Senadora Dr. Sua Excelência Esther R. Byer Suckoo, reforçou este comentário, afirmando no seu discurso de abertura que: "o desenvolvimento não pode ser sustentável se for à custa de outra pessoa. Ele tem que ser equitativo, é necessário que todo o mundo esteja envolvido e tire proveito do mesmo.” Ela acrescentou que “o Objetivo 8 coloca o desenvolvimento das pessoas e das famílias no âmago do Desenvolvimento Sustentável.”

A Academia foi aberta com o Diálogo sobre as Políticas de Alto Nível, sobre o tema do Futuro do Trabalho na Transição para Economias Verdes, apresentando resultados recentes a nível das políticas, assim como novos resultados de pesquisa e insumos elaborados por instituições de investigação tais como o Clube de Roma, o Instituto de Pesquisa Grantham sobre a Mudança Climática e o Meio Ambiente, e McKinsey.

Os debates salientaram que o impacto da mudança climática difere pelo planeta, e que estão em jogo muitos postos de trabalho altamente dependentes dos recursos naturais. Mesmo assim, existe por todo o mundo uma superabundância de exemplos de modelos empresariais circulares e verdes, os quais podem ser reproduzidos e adaptados a diversos contextos locais. No entanto, têm importância as políticas e incentivos no sentido de desencadear tal potencial e apoiar ao seu financiamento. Os cursos de desenvolvimento de habilidades profissionais e a formação profissional têm um papel chave em educar os jovens profissionais e preparar o mercado de trabalho para tal transição, visto que 600 milhões de postos de trabalho necessitarão de ser criados ao longo das próximas décadas.

Com o reconhecimento da importância do emprego e do impacto distribucional na transição para economias mais verdes, e a necessidade de assegurar uma transição justa para as empresas, trabalhadores e comunidades, os resultados deste diálogo sobre as políticas contribuição para a Iniciativa da OIT sobre o Futuro do Trabalho.

Seguiu-se no dia 4 de outubro uma Feira de Conhecimentos sobre Soluções Inclusivas de Economia Verde. A mesma deu a oportunidade de compartilhar e debater ferramentas práticas e melhores práticas aos níveis dos países e mundial e, de tirar proveito da experiência uns dos outros, enquanto se desenvolviam novas estratégias para economias ambientalmente sustentáveis e socialmente inclusivas.

O evento de dois dias encerrou enfatizando a importância de parcerias para fomentar conhecimentos partilhados e promover a ação conjunta para elaborar estratégias eficazes.

O evento reuniu mais de 150 participantes provenientes de mais de 35 países. Ministros e decisores de alto nível de países de baixa renda, emergentes e industrializados, juntamente com representantes do sector privado, da sociedade civil e de organizações dos trabalhadores, juntar-se-ão a gestores superiores da OIT, de outras agências PAGE (PNUMA, ONUDI, PNUD e UNITAR) e dos parceiros nacionais.

Organizado dentro do quadro da Parceria da ONU para Ação sobre a Economia Verde (PAGE), pretende-se com este evento de aprendizagem de duas semanas de duração, solidificar os conhecimentos correntes e estimular um intercâmbio de práticas entre países e organizações, com o fim de desenvolver economias sustentáveis em termos ambientais e socialmente inclusivas.

 

Continue a seguir a Academia nas redes sociais: #inclusivegreeneconomies #GreenEconomyAcademy

International Training Centre of the ILO

Viale Maestri del Lavoro, 10
10127 Turin - Italy

Contate-nos