pt

NOVO! Estimativas Mundiais sobre Escravatura Moderna (Trabalho Forçado e Casamento Forçado) e Trabalho Infantil

Em 2016, estima-se que 40,3 milhões de pessoas terão sido vítimas de escravatura moderna. Destas, 24,9 milhões encontravam-se em situação de trabalho forçado e 15,4 milhões em casamento forçado, para além de 151,6 milhões de crianças dos 5 aos 17 anos envolvidas em trabalho infantil.

Estas estimativas revelam a verdadeira escala da escravatura moderna em todo o mundo. Foram divulgadas durante a Assembleia Geral das Nações Unidas e demonstram uma vez mais que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, em particular o Objetivo 8.7, só serão alcançados se os esforços de combate à escravatura moderna aumentarem dramaticamente.

Os trabalhadores são vulneráveis a práticas de recrutamento abusivas, especialmente quando não existem leis transparentes e uma aplicação efetiva das mesmas que assegurem a devida proteção. A exploração desses trabalhadores por recrutadores sem escrúpulos pode, infelizmente, levar a situações de trabalho forçado e tráfico de pessoas. A primeira edição do programa do CIF/OIT sobre “Implementar processos de recrutamento justo”, realizada no campus entre 18 e 22 de setembro, constitui uma resposta direta à necessidade reconhecida de reforçar as capacidades dos mandantes da OIT e de outros atores chave sobre como proteger trabalhadores vulneráveis durante os processos de recrutamento e de colocação.

As 2017 Global Estimates (Estimativas Mundiais 2017) podem ser encontradas online em www.alliance87.org/2017ge, juntamente com os seguintes relatórios:

International Training Centre of the ILO

Viale Maestri del Lavoro, 10
10127 Turin - Italy

Contate-nos