pt

Unidos na Ação

“Unidos na Ação” é a forma de alcançar maior coerência entre as políticas económicas e sociais promovidas pelas agências das Nações Unidas

“Unidos na Ação” (Delivering as One) contribui para uma forte apropriação nacional e liderança do governo, aumento da transparência, redução da duplicação de recursos, aumento da coerência no planeamento e melhor execução e apresentação dos resultados, especialmente nos desafios transversais de desenvolvimento. Para dar voz a esta mensagem, será realizado um seminário sobre "Partilha de Conhecimentos sobre a participação da OIT nas ações da ONU para a adoção da abordagem “Unidos na Ação” pelos países. O seminário destina-se a Diretores de escritórios da OIT no terreno e terá lugar no campus, de 2 a 5 de dezembro.

Em 2006, a ONU lançou a abordagem "Unidos na Ação" em oito países-piloto para incentivar os membros do sistema das Nações Unidas a aproveitar sinergias e complementaridades no apoio ao desenvolvimento nacional, através dos princípios de "Um Programa, Um Líder, Um Quadro Orçamental e Um Escritório". Desde então, foi assinado em 44 países um UNDAF (Quadro das Nações Unidas de Assistência ao Desenvolvimento) ou Um Programa. O UNDAF é o quadro estratégico do programa para as Equipas de País da ONU (UNCT) e descreve a resposta coletiva das UNCT às prioridades no quadro do desenvolvimento nacional.

“Um Programa” reúne todos os membros da Equipa de País da ONU sob uma estratégia apropriada nacionalmente. Baseia-se num amplo conjunto de conhecimentos e assegura uma abordagem totalmente integrada para obter de forma coerente resultados a nível do desenvolvimento.

Como parte da sua participação ativa neste esforço de coerência que abrange todo o sistema, a OIT promoveu a renovação de parcerias e a realização de programas conjuntos com a ONU, trazendo uma massa crítica de esforços e recursos a um número limitado de áreas de importância central, para se concentrar em questões que podem ter um papel importante na construção do trabalho em equipa no Bureau, de modo a que este possa efetivamente funcionar como "Uma OIT".

Existe a necessidade de ter uma organização relevante, útil e influente que funcione como "Uma OIT" e preste serviços de qualidade com um bom custo-benefício, que opere como um interveniente pleno e responsável na abordagem “Unidos na Ação” da ONU e como um ator influente na agenda de desenvolvimento pós-2015.[1]



[1] Fonte:  GB.317/PFA/1  “The Director-General’s PROGRAMME AND BUDGET PROPOSALS for 2014–15”

International Training Centre of the ILO

Viale Maestri del Lavoro, 10
10127 Turin - Italy

Contate-nos